Catálogo
Personalizadas
Newsletter
Histórias

A liberdade de viajar de mota

Quantas vezes já tivemos aquela vontade interior de seguir viagem e de nos sentirmos verdadeiros motoqueiros?

Ao longo da nossa vida há sempre uma razão ou uma desculpa que justifique a falta de coragem para nos lançarmos numa verdadeira aventura.

Criei a ilustração The Woman Rider a pensar nas pessoas que verdadeiramente usufruem a andar de mota. Não é o meu caso.

Nunca conduzi uma mota, mas já tive muitas vezes a vontade de conhecer a sensação de liberdade que todos os motoqueiros falam.

Se uma criança consegue imaginar-se num sem número de personagens, não há razão para um adulto, com mais experiência de vida, não conseguir lançar-se no mundo imaginário de um motoqueiro. Decidi escrever este post a pensar como que seria a minha viagem de mota.

O início da viagem teria de ser pitoresco, um pouco antes do nascer do sol, numa mota BMW R45, sem plano de viagem e apenas com um propósito, o de não me preocupar.

Não gosto de ficar longos períodos de tempo fora de casa, mas neste tipo de viagem pensar em regresso soa a cobardia. A mota tem agora o poder de me libertar de todas as obrigações e a responsabilidade de me transportar para lugares repletos de memória.

Como estreante aventureiro estava disposto a experiênciar tudo, sem nunca colocar a vida no limite.

Viajar para absorver muito e gastar pouco, sem qualquer exigência por conforto que condenariam ao insucesso todas as minhas histórias.

Para registar momentos, uma pequena máquina fotográfica e um diário de bolso para ajudar a romantizar alguns episódios e manter a tradição dos antigos viajantes.

Assumo que não sou o dono exemplar que se orgulha de ter o carro sempre limpo, mas com a minha mota (que não existe) o relacionamento teria de ser outro. Um puro viajante de duas rodas entende a sua mota, conversa, desabafa, orgulha-se dos seus feitos, preocupa-se quando está frio, como se o espirrar fosse uma possibilidade para mota. Vá!… a mota é mais ou menos um elemento mimado da família que conquistou o seu lugar por mérito próprio.

Boas viagens!

Fotografia: Laurent Nivalle
Fotografia: Laurent Nivalle
Ilustração The Woman Rider pela The Red Wolf. Disponível na loja online.
Ilustração The Woman Rider pela The Red Wolf. Disponível na loja online.
Partilhe este artigo nas redes sociais ou envie a um amigo

Ver mais artigos

Influenciadores
Sobre a Drizinha
Influenciadores
Sobre Maria Guedes Stylista

Quer ter acesso a mais novidades?

Junte-se à nossa Newsletter e seja o primeiro a receber gratuitamente dicas sobre decoração, artigos e novidades.
Obrigado! O seu e-mail foi submetido com sucesso!
Oops! Algo correu mal. Verifique por favor.